quarta-feira, 30 de julho de 2014

Palavras


Já percebeu quão poderosas as palavras podem ser? Elas podem ser motivo de guerras ou de tréguas. Pensando nisso, escrevi um poema sobre essas armas tão poderosas: as palavras!

          Palavras
Se pudesse descrever meu sofrimento
Palavras resumiriam esse tormento
Com elas fui ferida, com elas fui curada.
Delas tive alívio, por elas fui enlaçada.

Saem da boca, passam pelos ouvidos,
São injetadas no coração.
Incitam sentimentos profundos,
Levam do ódio à paixão.

Por falar, por escrever,
De dentro saem, a se atrever.
Um momento de reflexão,
Talvez bastasse para evitar rebelião.

Mais perigosas que espadas,
Mais doces que o mel
Dois tipos de palavras,
Que saem do mesmo fel.

Doces e amargas.
Cuidadosas e espinhosas.
Destroem e curam.
Mas o importante: palavras duram.

Ainda sobre esse assunto, uma dica de música, para quem curte MPB: As palavras, de Vanessa da Mata. Veja o webclipe:

~Kate