segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Meus versos

Penso que talvez,
meus simples versos clichês
não servirão para te descrever.

Porque tudo o que há no coração
eu simplesmente não posso
escrever com minha mão.

E quando as estrelas olhar
de que nao está só, 
irá se lembrar.

Pois te transformei em um compasso.
Que apenas eu,
na melodia da minha vida  repasso.

E não me importa quantos tics eu tenha que escutar.   
Contarei com o relógio,
até você chegar!


Gabriela Benicio